Seguidores

quinta-feira, 11 de junho de 2009

100 Segredos De Uma Garota de Programa.

Espere, deixe-me acrescentar. Todos nós, sem exceção, não devemos ter limites pudicos em nossas leituras. Será que já dei uma pista sobre aquilo que fui buscar? Talvez...

O livro me foi dado, com dedicatória e tudo, por uma jovem mulher de nome Vanessa de Oliveira, uma brasileira. O livro da Vanessa tem por título 100 Segredos De Uma Garota de Programa. Isso mesmo, a Vanessa foi garota de programa.

Busquei o livro e o imaginei "tórrido", descobri um formidável livro de psicologia, vou usar de uma redundância, um formidável livro de psicologia humana. E muito indicado para mulheres, ainda que eu o tenho ido buscar pensando, já disse, nas revelações que imaginei "tórridas" da Vanessa.

Vou ao ponto. A certa altura do livro, Vanessa diz o seguinte às leitoras, veja que preciosidade:

Em início de relacionamento, se um homem pisar na bola com você, seja traição ou qualquer atitude que demonstre falta de caráter, não releve. Esteja certa de que ele fará novamente. Depois que eles traem pela primeira vez, e a mulher perdoa, pode acreditar que outras eles aprontarão, portanto, se o relacionamento estiver no início, o melhor é cortar desde já o mal pela raiz... Perdoar é diferente de aceitar. Você pode perdoá-lo e não aceitá-lo mais...

Não é formidável, leitora? E eu não vivo dizendo isso aqui? A relação tem que terminar na hora, no momento em que o bermudão lhe erguer a voz pela primeira vez ou lhe der um apertãozinho que seja no braço. Deixe o ordinário, ali, na hora. Vivo dizendo isso.

Ah, e outra boa da Vanessa:

Uma mulher não tem o poder de transformar um homem. Nunca. Uma mulher não faz um homem, jamais. Se algum dia um homem ficar melhor, foi porque ele quis. Você nunca mudará nada em ninguém.

Estou no meio do livro e estou descobrindo muito sobre nós, homens, babões, e das inteligências múltiplas das mulheres.

13 comentários:

  1. A velha máxima diz: "Por trás de um grande homem há sempre uma grande mulher". Ou algo parecido. Algumas mulheres, na minha opinião, e na de minha falecida mãe, põem o homem lá em cima ou lá em baixo a hora que elas bem entenderem...

    Abraços,

    André

    ResponderExcluir
  2. O Livro parece ser show de bola mesmo!

    ResponderExcluir
  3. parece ser um bom livro sobre o conhecimento humano e não mais um livro.

    ResponderExcluir
  4. Ola, Já li este livro, discretamente na livraria em que eu trabalhava. Por incrivel que pareça, recomendei ele a várias mulheres. Não porque eu tinha que alcançar meta, mas por causa das dicas que ela dá. Só assim a coisa chamada casamento, segundo as dicas dela, pode ser salvo. Eu adorei o livro também.

    ResponderExcluir
  5. Saudações!
    Amigo Ivandro,
    Que texto excelente!
    Tentar caminhar pelo caminho dos comentários alusivos ao tema é fomentar polêmica. Surgem teses fundamentas que vão ao encontro ou de encontro a vários conceitos, mas, assim mesmo vou deixar aqui o meu pitaco.
    Nos últimos anos cheguei à conclusão, que, é a mulher quem escolhe ou elege o namorado ou esposo. Se ela amar verdadeiramente, vive com o multibilionário, banqueiro, com um príncipe da Inglaterra, ou escolhe um jardineiro, um profissional liberal ou um cidadão comum ou alguém cumprindo detenção. Portanto, ela casa com quem elege e ama. O Don Juan, pode até tentar construir um mundo de ilusão, que denomina “conquistador”, mas, um dia tudo vem abaixo.
    Nossos acenos, e gestos no sentido de “conquistá-las”, podem sinalizar a receptividade e ajudar numa aproximação, mas, a decisão final é dela.
    Precisamos assumir, é que não conquistamos as mulheres, elas constroem todo e nós nos auto-convidamos para compartilhar de suas vidas na construção da interminável ponte do AMOR, (isto é quando aceitos) e basta não fazer a manutenção e começa a desmoronar a construção.
    Quando a mulher ama um companheiro, tudo ela faz para salvar a ponte aposta tudo na última escora, enfrenta a família e amigos, sendo que, a intuição feminina é mais aguçada que a do homem, ela cansa e um dia parte.
    A minha finada avó, Enedina, diria “Meu filho, uma mulher não fala de seus segredos nem para outra mulher, por isso, ela pode levantar ou derrubar um homem”.
    Parabéns pelo belo texto!
    Salve as mulheres!
    LISON.

    ResponderExcluir
  6. Ivandro
    Excelente texto.
    No entanto parece-me um pouco extremista em relação ao homem em geral. Não haverá um trauma enorme por parte da autora ?
    Nós homens não somos assim tão maus !!! (rss)
    O que somos, por vezes, é "machões" cegos e sem estrutura mental e nos esquecemos daquele velho provérbio que diz: "A mão que embala o berço governa o mundo"
    E essa mão é a da Mulher.
    Gostava de ler o livro.
    Um abraço
    Jorge

    ResponderExcluir
  7. Navegando por ai achei seu blog. Surpresa boa. Vou segui-lo a partir de agora. Quando tiver um tempinho, vá visitar meu blog também, o Genizah.

    A paz!

    Danilo


    http://genizah-virtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ivandro, parece ser bem interessante o livro. Essas mulheres têm muito o que contar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Ivandro, o livro parece bem interessante.
    Acho que o pouco que você colocou tem muita verdade. Agora fico imaginando o livro!
    Obrigada pela dica!
    Bjos,
    Luka

    ResponderExcluir
  10. Ivandro,
    uma boa dica de leitura que serve tanto para alertar as mulheres quanto dar um puxão de orelha nos homens, principalmente, os que vivem pisando na bola.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivandro.

    Concordo com a história de bater, já a de trair eu tenho minhas dúvidas, pois já vi muita gente que fez isso e realmente não repetiu.

    Eu mesma no início de meu relacionamento, por não levar muito a sério tratei de forma não muito cortês meu parceiro, ele se ofendeu nós conversamos ele me perdoou e eu não repeti, e já vi isso acontecer com homens, também.

    Esse tipo de escorregada não encerra a avaliação do caráter de alguém.

    Concordo com a autora, sobre ninguém mudar pelo outro... Agora, a mulheres ainda sonham e muito com isso!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Aí estão dicas que eu mesmo dou pras mulheres e olha que eu sou nada conivente com as besteiras que elas aprontam.

    Ficar relevendo cafajeste, canalhas não adianta. Não vais mudar o pegador do bairro.

    Mas vai dizer isso pra elas, elas tem mania de querer mudar o cafajeste pra se tornar um "belo namorado e pai de família"

    Por isso que tem tanta por aí reclamando dos homens.

    Legal esse post Ivandro abraço

    ResponderExcluir
  13. Beijos á todos por aqui, adorei encontrar este blog!!!

    AMIGA TÁ SAINDO OUTRA VRSÃO DOS 100 SEGREDOS DE UMA GAROTA DE PROGRAMA, MAIS ATUALIZADA AINDA!!!! HEHEHE

    Beijão e parabêns pelo blog!!!

    Vanessa de oliveira
    www.vanessadeoliveira.net

    ResponderExcluir

  • Leia também: